quarta-feira, 17 de junho de 2015

Valores? O que é isso mesmo, hein!

Valores. Quais são os seus? 
Os meus estão baseados na Bíblia Sagrada e mesmo aqueles que aprendi sem ler nos textos sagrados, estão inseridos lá, apenas com nomes diferentes. Na verdade tudo que é bom e saudável para o ser-humano vem das Escrituras.

O amor, está na Bíblia inteira;
A honestidade, também;
A fidelidade, idem. 
E assim por diante.

Sabe por que estou escrevendo esse texto? Por que outro dia, fui a um lugar entregar algo para uma pessoa que trabalha comigo e é um pouco mais velha do que eu. Dirigi-me à ele, chamando-o de senhor. Ele me respondeu e de repente uma senhora que estava perto de nós e ouviu o nosso diálogo, escandalizou-se. Ela se virou para uma outra senhora que estava também perto e disse mais ou menos assim: "- Você viu do que ele chamou o Fulano?" a outra senhora por sua vez disse que sim e concluiu com um " - E daí?". E eu também assustei-me com a reação impetuosa e de reprovação dela, mas não demonstrei, apenas fiquei pensativo confirmando o que tenho presenciado nesses meus 45 anos de vida, principalmente nesta era terrível de implantação do pensamento, socialista, anti-cristão e politicamente correto que desagua na Liberalidade total. 

A destruição de valores que mantém a sociedade saudável, está se concretizando e tem se mostrado eficaz no que se propoz. Não pelo fato de se chamar alguém de você ou de senhor, mas pelo fato de se criar nas cabeças de nossos infantes principalmente, o desprezo pelo respeito ao mais velho

Lembro-me muito bem de quando eu era apenas um menino vivendo no Rio de janeiro e da educação que meus pais me deram sobre isso. Eles diziam que devíamos chamar sempre os mais velho de senhor e/ou senhora. Quando algum de meus tios chegavam em minha casa, minha mãe dizia para que eu pedisse a sua bênção, e isso era algo para mim bem prazeroso, pois podia demonstrar em palavras o respeito e admiração que sentia por eles. "- Bença tia!" "- Bença tio!" Era o máximo para mim, contudo nos dias atuais essas práticas tem caído em desuso e quem "ousa" pratica-los pode ser taxado de estranho, esquisito ou um ser de outro planeta. 

Pois, vou dizer-lhes uma coisa, não mudarei esse meu jeito de ser e ainda continuarei a ensinar os meus filhos que respeito é bom e muitas pessoas ainda gostam. 

Ensinarei a chamar os mais velhos de senhor e senhora, e principalmente de respeitá-los como pessoas mais experientes.

Agora, vou confessar uma coisa, fiquei muito triste em ver uma senhora ficar tão indignada com o respeito que demonstrei por aquele senhor que trabalha comigo, pois esperava que esse tipo de coisa partisse de pessoas bem mais jovens e já bem contaminadas pela engenharia social e doutrinação socialista impetrada pelos vermelhos que encontram-se no Poder.

Valores.
Isso realmente não tem preço.

Autor: Tom Alvim.
Imagem: Chavesweb.com

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho ofensivo, racistas, desprovido de coerência ou outros semelhantes a estes. Obrigado por seu interesse e volte sempre a este blog. Seu comentário é muito importante.