QUANDO AS SOMBRAS SILENCIAM

Ficção espiritual que conta a estória de um casal de missionários, em meio a muita ação e aventura.

HOMENS QUE LUTAM

Nova série de artigos sobre atitudes que tornam os homens mais do que vencedores.

FAMÍLIA - O PAPEL DO HOMEM.

"Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, (Efésios. 5: 25)"

FAMÍLIA - O PAPEL DA MULHER.

"Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos. (Provérbios. 14:1)"

POEMAS - Para adoçar a vida!

Poemas que nascem no coração, cresce em nossa mente e alçam vôo em nossa imaginação.

Blog Impressões Sem Pressões

"Em meio a valores distorcidos em nossa sociedade, temos JESUS CRISTO como referencial perfeito!" (Tom Alvim).

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Como mudar o mundo

Comprometer-se com o reino de Deus é comprometer-se com a melhor de todas as "causas". Um engajamento deste traz ao mundo a figura da verdadeira paz, do amor incondicional, da graça incomensurável, das soluções com os pés no chão.

Em um mundo cada vez mais competitivo, aonde o comprometimento é supervalorizado, vê-se dia após dia a falta deste nas áreas aonde realmente alavancariam as demais. Se tivermos uma família firmada nos valores cristãos, a sociedade ganha. Se temos uma igreja firmada na Palavra de Deus, temos Cristo em nós tocando nas pessoas ao nosso redor.

Comprometer-se com o reino de Deus, não é ser escravo de instituições, denominações ou líderes carismáticos, mas sim, entender que o tempo urge, as pessoas clamam e o fim está perto.

Compromisso: palavra em desuso, mas que sendo colocada em prática pode mudar gerações.

Engaje-se, comprometa-se, envolva-se. 



Autor: Tom Alvim.
Imagem: Stock.xchng

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

O dono da bola

Fui em minha infância um típico garoto carioca, corria pelas ruas do meu bairro com muita desenvoltura e gostava muito de uma boa "pelada" de futebol. Todos os dias, exatamente às 17hs quase todos os meninos do meu bairro concentravam-se no campinho de futebol improvisado em frente a minha casa e ali nos divertíamos muitíssimo.

Mas um fato me intrigava bastante, pois todos queriam ser "amigos" do dono da bola, mesmo que ele não fosse um exímio jogador de futebol ou fosse um "perna de pau", com certeza sendo o dono da bola estaria escalado para as partidas sob pena de levar consigo o bem mais precioso deste esporte nacional jogado por quase todos os meninos  brasileiros.

Os garotos da minha rua não queriam na verdade a amizade do dono da bola, eles queriam apenas A BOLA. E tenho convicção absoluta que se o dono ficasse de muita graça ficaria também sem a sua bola e sem a sua vaga no time, pois a meninada só queria o que ele poderia oferecer.

Assim como esses garotos só queriam a bola também em nossos dias muitas pessoas somente querem o que Deus pode oferecer a elas. Eles não estão muito interessados na amizade de Deus, só estarão se puderem receber as suas BENÇÃOS.

Ele é o dono da bola, o dono do campo, o dono do estádio, o dono de TUDO o que possamos imaginar e somente deixará jogar no seu time quem o amar sobre todas as coisas, inclusive sobre a bola, seja ela qual for.

Ela pode ser, a saúde, a família, o emprego, o carro novo, a casa nova, enfim tudo aquilo que tomar o lugar Dele como primazia em sua vida.

Só não entende quem realmente não quer entender e quem não quer marcar um gol de placa em sua vida. Vamos amar a Deus acima de todas as coisas?


Autor: Tom Alvim
Imagem: Stock.xchng

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Eu vi



Trouxeram o inocente.
 Seu corpo debilitado; moído; massacrado.  Gritava silenciosamente: - Eu não estou derrotado!

O seu suor e suas lágrimas
temperavam a velha madeira seca
acostumada a conduzir à morte, tantos outros condenados e sequer imaginava o privilégio que ela ostentava.

Nela um milagre estava por acontecer.
E através dela muitos poderiam crer.

E eu...
 Um mero espectador que incrivelmente      
podia sentir sua dor, ouvir seu clamor e sentir seu terno e verdadeiro amor.
Aquele que é , simplesmente por ser. Sendo o que muitos apregoam, mas jamais vivem. A essência viva de algo que jamais morre.

Os soldados me olharam e se entreolharam . De
repente com desprezo mordaz me pegaram. Suas mãos sujas com sangue precioso me conduziram até o inocente.

E eu gritava, urrava: - Soltem-me ! Soltem-me !
Eu não fiz nada! Gritava mais do que aquele condenado.

Os cravos furaram suas mãos e seus pés.
E no cravejar incessante e impiedoso percebi em seu semblante amoroso o perdão! Doce perdão; que pode nascer através da morte, para que haja vida em muitos sem sorte.

Eu o preguei !

Eu ensanguentei a velha madeira.
Mas agora ela sorria sobremaneira.
Eu jamais imaginaria que isso aconteceria.
Eu fui um instrumento usado para libertar o
cativo e redimir o pecador.

A aparente derrota nada mais era do que o selo definitivo da reconciliação. Criador-Criatura.
A morte jaz na sepultura. Vencida para sempre.

Jogaram-me de volta na caixa  com as outras ferramentas
Emudeceram-se os gritos dos cravos.
O inferno se calou. A natureza chorou de alegria e os céus. Ah, os céus!
Explodiram em grande júbilo, pois se rasgou o véu.

Quem fui eu?
Apenas um velho martelo.

Quem é Ele?
O redentor de toda a humanidade. 


Autor: Tom Alvim
Imagem: Stock.xchng

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

O Impressões no Top 100!



Graças a você leitor estamos mais uma vez entre os Top 100 do TopBlog, seu voto na primeira fase foi imprescindível para que chegássemos aqui, mas precisamos mais uma vez de seu voto, agora para a escolha dos Top 3.

Mesmo sabendo que é "briga de cachorro grande" e que essa categoria: religião é muito difícil de se vencer, pois os blogs com enorme público irão quase que naturalmente ter muitos votos, iremos continuar firmes escrevendo os nossos posts (textos) sem pensar nisso, pois o objetivo deste blog é o de compartilhar as impressões pessoais acerca da Palavra de Deus, dos fatos que estão acontecendo no Brasil e também no mundo que tenham relação com a nossa crença em Jesus Cristo.


Para votar é só clicar no banner ao lado, ou clique aqui mesmo, não demora nada e você pode nos ajudar a chegarmos ao Top 3. 

Agradeço e vamos lá!

terça-feira, 23 de outubro de 2012

A lógica do fio dental

Estava vindo para casa de carro e ao parar em um cruzamento no sinal vermelho vi uma mulher grávida, ela estava tomando um sorvete e até me deu vontade de tomar um também, mas o tempo não me permitiria naquele momento um prazer tão refrescante assim. De repente a mulher me deixou bem indignado, jogou o copinho com colher e tudo na rua e ali ficou, lambendo seus dedos e com a face o mais natural possível. Eu disse face para não falar cara, pois é uma linguagem um tanto quanto feia, o eufemismo serve para isso né.rs 

Ron Mehl em um de seus livros escreve que nós muitas das vezes não fazemos o que sabemos ser certo e optamos pelo que é errado, não por que é errado em si, mas porque é o meio mais fácil, um atalho para alcançar-mos nossos objetivos. Ele disse que não usamos o fio dental, mesmo sabendo que este uso constante nos livrará dos tártaros e das cáries, mas continuamos a negligenciar o que é certo apenas por pura comodidade. 

A Bíblia é um livro maravilhoso que nos mostra como seguirmos neste mundo da melhor maneira possível, mas existem tantos cristãos que nem sabem que gênesis é o primeiro livro dela, uma incoerência não é mesmo!? A lógica do fio dental está no fato de termos uma mente cauterizada na facilidade, na comodidade e não na mente de Cristo que nos fará entender que muitas das vezes é melhor caminhar um pouco até a lata de lixo mais próxima e jogar nossos lixos lá, do que aprendermos isso da pior maneira, quando as chuvas vierem, quando os ratos vierem, quando o inimigo de nossas almas vier e ceifar nossa paz, nossa saúde e tudo o mais que ele puder. 

Vamos através de Cristo e da revelação de Sua Palavra caminhar por ruas limpas e por vidas limpas também.


Autor: Tom Alvim
Imagem: Stock.xchng

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Visões e revisões

Lembro-me muito bem de quando eu era apenas um menininho que andava pelas ruas do Rio de Janeiro, de como eu olhava para o meu antigo bairro e ficava um pouco triste, pois via as calçadas esburacadas os muros quase sempre sem pinturas e pichados, os bueiros sujos, o asfalto precário, mas dentro de mim existia algo mágico que fazia com que eu olhasse para o futuro com olhos esperançosos, aquele era o meu mundo, aquele era o "meu pedaço", eu podia correr pelas ruas, entrar pelas casas de amigos, subir em árvores, ir à cachoeira, subir no morro próximo de casa, era ali que sentia-me feliz, com meu amigos por perto.

Hoje o meu mundo aumentou bastante, já não é mais apenas o meu bairro, o meu mundo tornou-se uma terra imensa chamada Brasil, terra que eu amo e que faz brotar em mim sentimentos confusos, sentimentos de alegria e na maioria das vezes sentimentos de profunda tristeza, aquele bairro melhorou bastante, mas ainda continua com as calçadas esburacadas os muros quase sempre sem pintura e pichados, os bueiros sujos, o asfalto precário. Mas, e o meu Brasil? O meu hoje macro-universo? Melhorou em alguns aspectos, contudo em outros parece que piorou.

Antigamente alguns partidos políticos que estavam no poder eram dissimulados e mantinham o nosso país em marcha lenta, era ruim, mas você sabia com quem estava lidando. Hoje aqueles que estão no poder também são dissimulados, preocupados apenas com suas aspirações ideológicas, preocupados em fazer de nossa terra um lugar esquisito aonde o que era bom torna-se mau e o que era mau torna-se bom, os valores antigamente já estavam distorcidos, mas parece que hoje estão cada vez mais ainda. Espero que o Brasil finalmente cresça e apareça, mas de forma bonita e atrativa e não como um monstrengo que quer ressuscitar antigos fantasmas adormecidos, como o comunismo.

Espero que nossa sociedade acorde pois alguns aprenderam que não é com armas em punho que se conquista o poder, nem tampouco implanta-se ideologias em uma nação, mas sim pelas vias legais, através do voto do povo, alguns fundam ONGs, alguns elegem-se e chegam aos lugares mais importantes para produzirem leis que podem colocar mordaças em quem apenas pense diferente, leis que farão a diferenciação entre irmãos diante de tribunais raciais, alguns, assim espero, que sejam apenas alguns, porque quando não forem apenas alguns, serão muitos e esses muitos poderão alcançar o seus objetivos se nos calarmos e não fizermos a nossa parte.

Tom Alvim
Créditos da imagem: Olyigel

sábado, 20 de outubro de 2012

Você pode voar!

Quando menino, uma das brincadeiras mais maneiras que existia era a de "brincar de voar". Voava por mundos novos, plainava por lugares desconhecidos em minha imaginação, mas conforme fui crescendo os meus pés começaram a ficar cada vez mais em terra firme e voar deixou de ser uma coisa constante para ficar apenas nas boas lembranças.

Não existe nada de errado em permanecermos em terra firme, mas voar é uma experiência. Um momento de prazer inigualável e só quem já brincou de "voar" sabe do que estou falando.

Deus nos fez para voarmos, contudo podemos voar e também manter os pés no chão, sabendo o melhor momento para fazermos uma coisa ou outra.
Quando voamos com ele, conseguimos enxergar correntes de ar quente que nos mantém por mais tempo plainando e economizando energia para as possíveis intempéries da vida e as turbulências tornam-se oportunidades maravilhosas para crescermos um pouquinho mais.

É claro que usei uma linguagem "poética" para falar de uma coisa que todos os que crêem em Deus possuem, o discernimento espiritual que te mostrará o que fazer e como fazer em momentos de tranquilidade e em momentos de dificuldade diante da vida

Através de uma proximidade com Deus poderemos saber o momento certo de "voarmos nas alturas" ou de fincarmos os pés no chão, mas acima de tudo olharemos para aquele que não está preso nem as alturas, nem a terra, pois ele é espírito e nos conduz a vitórias reais rumo a vida eterna com ele.

Autor: Tom Alvim
Imagem: Stock.xchng

domingo, 14 de outubro de 2012

Angústia - de onde vem a cura?



"O que me consola na minha angústia é isto: que a tua palavra me vivifica". (Salmo. 119: 50)

A angústia, assim como tantas outras chamadas doenças da alma tem tomado conta cada vez mais de uma parcela considerável de pessoas mundo afora, fato constatado sem muito esforço em uma rápida e simples conversa na fila do banco ou em outro lugar aonde seja um ponto de encontro. Essa sensação de "abafamento", de se sentir "afogado", ou "apertado" em um lugar estreito não surge de uma hora para outra, ela é o acumulo das pressões do dia a dia, das cobranças de amigos e familiares e da enorme quantidade de opções que surgem a todo o momento deixando-nos sem saber o que devemos escolher. Daí a sensação de insegurança. Quando temos muitas opções, podemos não ter opção nenhuma na verdade.

É claro que em poucas linhas não posso querer me propor a dar a solução para a angústia, de forma pormenorizada, mas posso indicar O CAMINHO (João. 14: 6) a ser seguido, indicar o NORTE e o PORTO SEGURO em momentos como este, pois somente quem quer se livrar dessa sensação poderá obter o êxito esperado. 

No texto acima o salmista diz que estava angustiado e que foi na palavra de Deus que encontrou consolo. O consolo é o que nos leva à tona para respiramos o ar puro da segurança de sabermos que se não for pelo CAMINHO, e na PALAVRA (Jesus Cristo) correta, seremos levados a lugares o mais estranhos possíveis, cujo destino final não é nem um pouco agradável. 

Somente quando buscamos em Cristo a salvação de nossas almas poderemos nos sentir CONSOLADOS, sabendo que no final tudo nos será explicado e tudo será solucionado, mas enquanto aqui, nesta existência, estaremos suscetíveis a passarmos por muitas aflições. Não estamos livres da angústia, mas podemos saber aonde buscar o consolo e o alívio. Na Bíblia Sagrada. 

Kierkegaard não conhecia o caminho, por isso disse que "O ser humano sente desamparo, incerteza, falta de controle diante da liberdade de decidir. Optar por um caminho significa correr riscos, abrir mão das alternativas. Isso é angustiante". 

A frase deste filósofo nos dá o alerta - quando o ser humano deixa de lado a ÚNICA verdade e começa a crer que existem várias verdades segue direto para o gueto da angústia e por lá ficará até que entenda que somente Jesus Cristo é o CAMINHO, a VERDADE e a VIDA...Em Cristo temos a liberdade de entregarmos o CONTROLE para ele e descansarmos. Confiaremos nossas vidas e nossas escolhas a ele e assim poderemos subir à tona para respirarmos o ar da VIDA, o ar da LIBERDADE de termos somente uma opção que é a única que nos deixa verdadeiramente livres.

Saia das profundezas da incerteza, aonde queremos controlar nossas vidas e ficamos passeando por diversos caminhos, para emergirmos e respirarmos o ar que nos livrará de toda angústia da alma. JESUS CRISTO é a PALAVRA, ele é a VIDA e o CAMINHO, quem quiser poderá ser curado, mas quem não quiser é livre para viver eternamente angustiado com suas filosofias vãs. 

A escolha é sua! 


Autor: Tom Alvim
Imagem: Google imagens


sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Coeficiente IMORAL


Olhar a banda passar é a característica de muitas pessoas nos dias de hoje. Deixam a vida levar: seus sonhos, suas convicções e suas opiniões. Talvez por medo da crítica ou medo de se exporem, aí vão vivendo no anonimato que é confortável, mas que vicia e acaba sufocando quem o adota.

Não votei NUNCA no PT e jamais votarei neste partido político, pois não concordo com uma linha de sua ideologia, motivo mais do que suficiente para isso.

Em um certo momento do vídeo acima o Pastor Silas Malafaia fala que não apoia partidos políticos e me fez lembra de um tal de coeficiente eleitoral. Se você nunca ouviu falar dessa aberração leia o artigo deste blog e com certeza nunca mais votará sem lembrar deste assunto.

No meu caso, só voto em pessoas. O meu voto vai para quem me apresentar um real programa de governo e que tenha uma vida transparente sem defender bandeiras de minorias que hoje no Brasil e no mundo estão com "a bola toda" e com um poder incrível. Movimentos como: movimento gay, MST, ativistas negros, defensores do aborto, feministas, etc. Não voto em partido por saber que o meu voto na verdade é endereçado à ele. Se o meu candidato não obtiver a quantidade necessária para ser eleito, o MEU voto vai para aquele, deste partido, que tenha tido a maior votação no geral. Isso é mais do que uma vergonha. É um afronte ao estado democrático de direito. 

E o pior, talvez a nossa sociedade nem saiba disso, ou se sabe finge que não sabe, porque não vejo ninguém se incomodando com esta situação. 

Não há debate, em qualquer instância contra este coeficiente imoral, ou melhor eleitoral.

Fica aqui o alerta para todos nós que estamos sendo USADOS para ajudar a eleger pessoas que não queremos no poder. Pense nisso e leia o artigo, seu voto nunca mais será o mesmo.

Autor: Tom Alvim.

domingo, 7 de outubro de 2012

Apocalipse Now!



A primeira coisa que vem a nossa mente é: destruição e fim do mundo! Sei que muitos crentes nem gostam muito de ler esse livro, pois já estão impregnados de uma falsa interpretação do que ele realmente é - A revelação de Deus para os cristãos. Os filmes de Hollywood ajudam bastante a trazer essa confusão e muitos sem interesse nenhum em esclarecer aproveitam para passar a ideia de algo meio "trash", como se filme de terror fosse.

Na verdade este livro apocalíptico foi escrito por João na ilha de Patmos para trazer conforto a igreja primitiva que estava sofrendo grande perseguição e com seus sinais-símbolos trazia para aqueles o alento necessário para passarem por tão grande perseguição. Contudo, muitos outros livros - conhecidos como apócrifos, ou apocalípticos judaicos - também existiam com finalidade semelhante, como O livro de Enoque, Assunção de Moisés, Os segredos de Enoque, O livro de Baruque, O livro do Quarto Esdras e muitos outros, mas o livro escrito por João como revelação de Jesus Cristo (v.1) foi inspirado por Deus para que, nas palavras do Pr. Wilson Franklin, "Na vitória de nosso Senhor sobre a morte, João queria mostrar àqueles irmãos que os que estivessem sendo martirizados e mortos também iriam ressuscitar, nada perderiam, porque a ressurreição de Jesus era o grande penhor de garantia."

Devemos viver hoje, entendendo que por mais provações e perseguições que estejamos sofrendo a nossa esperança deve estar no porvir, deixando o que é momentâneo pelo que é eterno.

O grande problema é que a cristandade moderna tem priorizado mais o que é palpável, palatável e físico. Valorizam mais o que "podem pegar" e enfiar nos bolsos do que o aquilo que podem guardar na eternidade. Ela está, na visão errônea de alguns, muito longe e vai demorar a chegar. Lêdo engano, a vida passa rápido e no final o que vai valer realmente à penas será o que tivermos granjeado, nesta vida, para o porvir.

Apocalipse é um livro que nos mostra o que acontece com aqueles que amam a Deus e como se dará acontecimentos que no final, não nos afetará profundamente. Somos salvos em Jesus Cristo e não importa se o mundo sofrerá uma ecatombe ou um holocausto. Nosso destino final é a casa do Pai.

Apocalipse Now e forever! Sempre junto daquele que nos revelou - Jesus Cristo o nosso SENHOR.  

Autor: Tom Alvim.
Imagem: Google