domingo, 11 de novembro de 2012

FETICHE EVANGÉLICO! VIU ALGUM POR AÍ?

Fetiche é um objeto de admiração feito pelo homem ou pela natureza que se atribui poder sobrenatural. Vem do francês “fétiche”, que também é um empréstimo do português “feitiço”, cuja origem é o latim facticius "artificial, fictício". É um objeto material ao qual se atribuem poderes mágicos ou sobrenaturais, positivos ou negativos. Inicialmente este conceito foi usado pelos portugueses para referir-se aos objetos empregados nos cultos religiosos dos negros da África ocidental. 
 
É interessante o significado desta palavra, pois ela também é usada pelos amantes para definir suas taras sexuais por suas mulheres, qual o marido que nunca pensou ou nunca imaginou ter um fetiche por sua esposa? Pode ser pelos pés, mãos, unhas ou mesmo os lábios da amada. Fetiche é um atrativo que aquele que usam, o tem como poder para atingir seu objetivo e prender ou escravizar seus alvos. 
 
Olhando para o universo “evangélico” de nossos dias, podemos contemplar nos arraiais de muitas igrejas uma variedade de objetos de fetiche tem: areia de Israel, lascas da cruz, água do Jordão, gruta de milagres, lenço e martelo sagrado, tijolo santo, óleo da unção, visão dos 12 e muitas outras visões que existem incluindo a visão multicelular. São fetiche que líderes desnaturados e loucos criam em seus delírios fictícios e usam pra escravizar pessoas carentes de uma palavra de conforto, pessoas sonhadoras com uma vida melhor; empresários gananciosos e outros que se deixam enganar e abandonam a verdadeira fé cristã e a prática da palavra de Deus, pra se engajar por visões destrambelhadas e sem fundamentação bíblica, são os movimentos neo-pentecostais que ferem e destorcem a palavra da verdade, por pura e sórdida ganância. 
 
A palavra de Deus chama a igreja hoje a uma atitude de cautela, quanto a esses engôdos ou “fetiche”, precisamos como igreja ouvir o que Jesus fala em Mateus 7.15. “Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores”. Todos esses loucos que afirmam suas visões nocivas ao evangelho de Cristo, foram um dia pastores que se apresentaram para suas igrejas e conseguiram devorar muitas, hoje fazem parte daqueles a quem o apóstolo Paulo diz que o que eles fazem até de pensar é vergonhoso, e são inimigos da Cruz de Cristo. E com esses nós servos de Deus não podemos ter comunhão, pois a Bíblia nos pergunta que parte tem a luz com as trevas? Ou que participação tem o culto ao Senhor com o culto a demônios? Amados irmãos não há compatibilidade entre o crente em Cristo, que a bíblia afirma que são filhos de Deus cf. Jo. 1.12; e os filhos do diabo. 
 
Escrevo sem medo de erro. Pois a palavra de Deus afirma que se outro evangelho diferente do que foi anunciado pelos apóstolos de Cristo, chegar a nós e tentar desviar nossas mentes e corações da presença e cuidado do Senhor. É anátema ou maldito, é doutrina de demônios, e, portanto deve ser rejeitado pela igreja; tanto o anunciado como seu anunciador. Deus nestes tempos nos convida a permanecer firmes, pois ao que vencer Ele garante a coroa da vida. Sendo assim amados sejamos sempre firmes e constantes e sempre abundantes na obra do Senhor, pois nosso trabalho nunca será vão no Senhor. Que Deus continue a nos abençoar nestes tempos de frieza de fé e apostasia, para que fortalecidos por Ele cheguemos aprovados diante de seu trono no dia do juízo. 
 

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho ofensivo, racistas, desprovido de coerência ou outros semelhantes a estes. Obrigado por seu interesse e volte sempre a este blog. Seu comentário é muito importante.