domingo, 15 de fevereiro de 2015

Reedições - Carnaval, festa demoníaca.


"Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus." (Romanos. 8:8)

Já começo este artigo sem meias palavras. O carnaval é uma festa demoníaca e como se sabe também é a festa da carne. Não há meio termos, não há um outro ponto de vista. Nós crentes em Jesus Cristo devemos saber que a carne não deve ser "alimentada" mas sim o espírito.

Devemos pensar nas coisas lá do alto e não nas coisas da carne. Durante esta festa nacional as estatísticas mostram o quanto o Brasil perde com isso e quantas vidas são ceifadas nos quatro dias de folia. O diabo, como sempre, maqueia o exterior e esconde o interior destruído pelas drogas, pelas bebidas alcoólicas, pelas relações sexuais promiscuas que resultarão em DSTs e por toda a sorte de imoralidade e violência que são fruto desta festa.

O mais triste disso tudo é que muitas pessoas já enganadas pelo inferno acreditam que é apenas uma festa aonde as pessoas irão extravasar a alegria e nada mais. Outro dia uma pessoa me disse que iria haver uma festa destas em determinada escola infantil e que seria um carnaval gospel. Eu sinceramente não sabia se ria ou se chorava diante daquela incoerência semântica e teológica, pois carnaval significa festa da carne e a palavra inglesa gospel significa evangelho que são as boas notícias ou boas nova. Uma coisa não pode caminhar junto com a outra e não me venham dizer que o carnaval é apenas uma festa cultural inocente que não é.

Durante alguns anos de minha vida, quando ainda não conhecia a Cristo, cheguei a "pular carnaval" lá no Rio de Janeiro e vi de perto - ninguém me contou - a destruição que causa nas pessoas e na sociedade. Não há comunhão entre as trevas e a luz e não há comunhão entre os que buscam o espírito e os que buscam a carne. Quem prevalece? Quem estiver mais forte e alimentado. Não se enganem, depois da quarta-feira de cinza só restarão cinzas na vida de muitos que encontrarão a morte de perto.

Só restarão cinzas para a meninas que engravidarão de sujeitos que nem conhecem direito. Só restarão cinzas na vida daqueles que forem abalroados por motoristas bêbados e irresponsáveis. Mas o carnaval é uma festa protegida pelos nossos governadores e por uma boa parcela da população, pois muitos lucram com ele. A começar pelos blocos de rua e pelas escolas de samba que recebem dinheiro do erário para financiar os seus desfiles em nome da cultura brasileira. E os artistas do axé baiano que nadam de braçada na grana. Sem dizer as empresas que engarrafam bebidas, principalmente as cervejarias que vendem como água esta coisa amarga que muitos insistem em dizer que é algo bom.
 
O carnaval usa máscara de alegria mas no fundo é triste como o inferno. Na madrugada de sábado para domingo de carnaval tive que levar a minha filha ao pronto socorro, ela estava com uma "virose". Na sala de espera às 02hs da manhã fiquei  vendo um desfile de uma escola de samba paulista. A televisão estava ligada e não tinha como não ver aquilo. Confesso que fiquei triste e enojado, mas principalmente encorajado. Encorajado para orar contra esta festa, nunca contra pessoas.

Encorajado para que o diabo não tenha força para destruir muitas vidas nestes dias e encorajado para orar por aqueles que nestes dias evangelizam, falando das boas novas que nunca irão caminhar juntos com a carne. Deus pode nos dar dias de alegria que irão durar a eternidade e não apenas quatro dias como o carnaval. São quatro dias de folia, seguido de um ano inteiro pela frente de agonia.


Autor: Tom Alvim
Imagem: Stock.xchng

4 comentários:

  1. Veja como o nosso dinheiro foi "des-investido" neste carnaval.
    Apenas um pequeno exemplo:
    Em tempo: as escolas de samba recebem grana do município: R$ 27 milhões só neste ano. Não sei que parcela coube à Gaviões. O fato é que, também nesse particular, há evidente uso de dinheiro público com propósito político-partidário.

    ResponderExcluir
  2. Obs.: O Comentário acima é do Reinaldo Azevedo, repórter da Revista Veja On-Line.

    ResponderExcluir
  3. carnaval festa da carne, onde as pessoas precisam se embebedar para ficar alegre quando o uso de drogas é o alívio para suas dores e frustrações e ao sair fe casa precisam se armar com facas e paus e qualquer outro tipo de instrumento, isso tudo porque vão sair para se alegrar.
    Infelizmente o Brasil está envolvido numa penumbra triste. Mas o que me enloquece é ver crente brincando carnaval com a desculpa de evangelismo, do Brasil eu espero tudo, mas dos que se dizem salvo por Jesus... Sou luz e devo brilhar nas trevas e ñ compartilhar com ela. Denise frança

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso ai Denise. Infelizmente os seminários estão cheios de professores liberais, que aceitam de tudo em nome do que é moderno. Na verdade, eles estão influenciando toda uma nova geração de pastores e líderes que conduzirão os incautos rumo ao buraco. Hoje os crentes não se diferem em nada com aqueles que ainda não conhecem a Cristo. O "trigo" está igualzinho ao joio, se é que são diferentes em alguma coisa.

      Excluir

Não serão aceitos comentários de cunho ofensivo, racistas, desprovido de coerência ou outros semelhantes a estes. Obrigado por seu interesse e volte sempre a este blog. Seu comentário é muito importante.