sábado, 29 de outubro de 2011

Um dia de consulta

Ao consultar um medico logo veio o diagnóstico “seu caso é crônico”, e vieram às perguntas. Como chegou a este estagio? Porque não buscou ajuda antes? Porque não consultou um medico no inicio? Em seguida uma constatação. Agora vai ser mais difícil! 

Então iniciei. Uma vez fui ao hospital lá fui encaminhado ao posto de saúde, pois meu caso não era emergencial e poderia ser tratado 

Naquele lugar. No posto de saúde “um lugar hipotético”, pois ate pode ser um posto, mas se é de saúde não tenho certeza, neste local recebi a informação que minha consulta teria sido marcada par o mês de agosto do ano seguinte. E que não havia como ser atendido pelo medico no momento. E que eu aguardasse em minha casa até aquela data, ainda bem que mandou esperar em casa. Imagine se eu estivesse que aguardar ali até a consulta marcada. E hoje o senhor doutor me diz que meu caso é “Crônico”. 

Mas quem se importa com os casos “CRÔNICOS” existentes na sociedade de hoje dita “MODERNA”? Quem tem uma consciência pronta para por em pratica as promessas que podem sanar os casos crônicos do povo brasileiro? E se por em pratica. Que bandeira política eleitoreira será levantada nos próximos pleitos eleitorais? 

É triste contemplar a população brasileira lançada ao caos da Saúde; Educação; do desemprego e do monopólio social com uma distribuição de renda tão desigual. Ai está às bandeiras que colocam nossos políticos no poder. São os casos “CRÔNICOS”, que as mentes doentes usam a política, para enganar o povo com promessas de cura para alcançar seus objetivos e nada fazem. Que bandeira usará se estas forem solucionadas? 

A bandeira da “VERDADE” seria uma ótima opção que traria uma política saudável ao nosso país, com homens sérios que exerçam com dignidade os princípios de uma democracia verdadeira e sincera. Onde realmente “O governo é do povo e para o povo”. O povo elege com coragem e lealdade, e recebe reciprocamente o valor de seu esforço eleitoral com a solução dos problemas sociais e uma vida saudável. Sem que seus casos cheguem a se tornarem “Crônicos”. 


Por Ezio dos Santos França.

Um comentário:

  1. Que triste constatação ver que a maior parte dos políticos brasileiros não estão realmente interessados no bem estar do povo,mas sim em seu próprio bem estar. Que nós enquanto cidadãos possamos fazer a nossa parte e saber muito bem em quem estaremos votando nas próximas eleições.

    ResponderExcluir

Não serão aceitos comentários de cunho ofensivo, racistas, desprovido de coerência ou outros semelhantes a estes. Obrigado por seu interesse e volte sempre a este blog. Seu comentário é muito importante.