quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Oração incessante

Pelo que vale à pena orar?
Muitos aprenderam a oração egoísta que só sabe pedir para si mesmo, e ainda mais depois da nefasta teologia da prosperidade (aquela pregada apenas pelos prósperos materialmente) que só vê o umbigo de quem ora solicitando ao Altíssimo toda a sorte de bênção para si mesmo. A oração de "eu quero", "eu preciso", "se não me der saio da igreja", "sou filho do Rei", "sou cabeça e não cauda",  etc. Quando vejo pessoas dando entrevista ("testemunho") de como Deus fez milagres em sua vida de dentro de um carro importado e mostrando sua linda casa e como ela da noite para o dia pagou todas as suas contas, fico deveras triste, mas sei que nos últimos dias isso iria acontecer, e em 1º Coríntios 6: 10 diz que  "
Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus".

E é por esse motivo que estou publicando neste blog informações sobre o nosso irmão em Cristo
pastor Yosef Nadarkhani que está sendo julgado e acusado de apostasia no Irã. Não deixemos de orar a todo o momento por ele para que Deus o conforte e mantenha em seu coração a convicção de sua fé em Cristo.

Segue abaixo um artigo extraído do site da CBB (Convenção Batista Brasileira) sobre o assunto. Não esqueçamos disso. Vamos nos colocar no lugar dele e assim estaremos orando sem cessar por sua vida.

"
Órgão americano desmente cancelamento de sentença de morte de pastor
Diversas agências de notícias internacionais publicaram na última semana que a sentença de morte do pastor iraniano Yosef Nadarkhani havia sido cancelada e que ele teria um novo julgamento por ter se negado a renunciar à fé cristã. No entanto, a agência Newsmax afirma que o Centro Americano para a Lei e Justiça declarou que esta informação não procede. Ela seria uma tentativa de desviar a atenção das autoridades internacionais para o problema que tem mobilizado diversos cristãos pelo mundo. "A história divulgada pela mídia iraniana sobre a chance de um novo julgamento, em vez da pena de morte, é um ardil para levar as pessoas a esquecerem o caso de Nadarkhani, que foi preso por dois anos sob a acusação de apostasia. O Irã quer silenciar o protesto mundial com o seu conto de um novo julgamento devido a preocupações com a convicção original", disse o Centro.

O pastor, de 34 anos, que se converteu ao cristianismo aos 19 anos, foi julgado e condenado em dezembro de 2010. Ele se recusou várias vezes a negar sua fé.

O Centro Americano para a Lei e Justiça confirmou com o advogado de Nadarkhani que não há novo julgamento. Mohammad Ali Dadkhah também tem rumores de que o tribunal pretende manter a sentença de morte por apostasia, bem como falsas acusações de violações de segurança, estupro e sionismo que um funcionário iraniano havia acrescentado ao processo na última hora.

Em 10 de outubro, em vez de uma decisão, o Supremo Tribunal iraniano remeteu o assunto para Ali Khamenei, líder supremo do Irã, para se pronunciar sobre se Nadarkhani deve ser executado.

O advogado do pastor disse à CNN que Khamenei estaria viajando, e espera que a decisão seja tomada em uma semana. Ele disse também que teme que a pressão internacional não sensibilize os líderes iranianos.

Fonte: Newsmax.com

Escrito por Redação JMM"


- Exija sempre os seus direitos, mas preze PRINCIPALMENTE por cumprir todos os seus DEVERES.

- Quem se diz crente em JESUS CRISTO e vota em candidatos do PT deveria ler a Bíblia.
                        Abaixo o comunismo. Abaixo o socialismo.

-Em meio a valores distorcidos em nossa sociedade, temos JESUS CRISTO como o nosso referencial PERFEITO!



0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho ofensivo, racistas, desprovido de coerência ou outros semelhantes a estes. Obrigado por seu interesse e volte sempre a este blog. Seu comentário é muito importante.