QUANDO AS SOMBRAS SILENCIAM

Ficção espiritual que conta a estória de um casal de missionários, em meio a muita ação e aventura.

HOMENS QUE LUTAM

Nova série de artigos sobre atitudes que tornam os homens mais do que vencedores.

FAMÍLIA - O PAPEL DO HOMEM.

"Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, (Efésios. 5: 25)"

FAMÍLIA - O PAPEL DA MULHER.

"Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos. (Provérbios. 14:1)"

POEMAS - Para adoçar a vida!

Poemas que nascem no coração, cresce em nossa mente e alçam vôo em nossa imaginação.

Blog Impressões Sem Pressões

"Em meio a valores distorcidos em nossa sociedade, temos JESUS CRISTO como referencial perfeito!" (Tom Alvim).

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

ANO QUE FOI! O NOVO QUE VEM



Chegando ao fim de mais um ano a maioria das pessoas param e fazem um balanço de suas vidas. E ao voltar seu olhar para os meses que passaram começam a observar: o que foi idealizado para o inicio do ano que passou os sonhos e os projetos de vida, as mudanças programadas para executar em sua conduta, suas atitudes, as reconciliações que iria fazer. Tudo isso e mais algumas coisas ocupam os pensamentos de todo mundo ao chegar o final de mais um ano, e sente que o outro se aproxima.
Um ano novo que é festejado em trinta e um de dezembro, e que logo que passa as festas nos deparamos com os mesmos objetivos deixados pelo ano velho, na verdade o velho nunca vai embora ele veste uma roupa nova somente para as festas e depois nos deparamos com ele de volta. Então vemos que os velhos projetos que ficaram por realizar tornam-se os nossos novos sonhos e continuamos a buscar suas realizações. Mas o que é oNOVO? Pense comigo querido leitor e vamos juntos definir este termo tão singular e misterioso que sempre se faz está presente na nossa vida, mas o que é o NOVO, podemos dizer que é algo que ainda é intacto, não foi usado, ainda não chegou a acontecer; o novo é daqui a pouco ou amanhã. O novo é o futuro que quando chega pra nós se transforma em presente e logo...,..., é passado. Poderíamos ver o novo como algo efêmero? Talvez, pois na realidade ele existe, mas em um momento, pois tão logo chega não é mais Novo é usado. Fica o sentimento de algo passageiro que com a mesma intensidade que surge foge de nós.
A palavra de Deus traz ao nosso coração algo tão passageiro quanto esta palavra, a nossa vida ela diz que somos como o vapor da fumaça, logo existe e tão depressa desaparece, também diz que somos iguais a erva do campo, ou como a flor do campo, que pela manhã nasce e quando chega à tarde não existe mais. Nossa vida é efêmera é como significa essa palavrapassageira. Por isso é importante vive-la com sabedoria. Neste novo momento de nossas vidas que chamamos deAno Novo, quero pedir a você querido leitor e irmão, lembre-se que nossa vida é breve de mais pra ser vivida por viver! O escritor aos provérbios um grande sábio com certeza disse:Porque os retos habitarão a terra, e os íntegros permanecerão nela. Uma vida reta no pensamento deste sábio significa um viver longe de coisas erradas, lucro fácil, injustiça. A retidão de vida leva o homem a amar o próximo e tê-lo em alta estima, o sábio também fala de integridade isso significa ser honestos estes aspectos são importante fazer parte de nossa caminhada neste Novo Ano que breve iremos receber. Visto que aqueles que os possuir segundo a afirmação do sábio Salomão, habitaram a terra e irão permanecer nela, ou seja, não terão inimigos e serão felizes. Que neste Ano Novo, possamos além de pensar em fazer promessas e projetos a serem alcançados. Possamos também lembra que tudo é passageiro, e no final o que fica mesmo! O que é mais importante é o Amor que dedicamos as pessoas, ao nosso próximo. Como afirma o apóstolo Paulo Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor. Coríntios 13.13. Portanto tenhamos que iremos alcançar os objetivos propostos para o próximo ano, vamos viver a cada dia a esperança de vê-los concretizados, mas que cheguemos ao seu final com uma vida plena, totalmente guiada por aquilo que é sem duvida mais importante o Amor. Que Deus nos abençoe e nos conduza por caminhos seguros neste Ano Novo que breve receberemos. Amem.

Autor e colaborador: Pastor Ezio dos S. França
Imagem: Stock.xchng

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

NATAL HORA DE PRESENTEAR



Dezembro um mês especial para a cristandade, pois é um momento de comemorar um nascimento que em sua essência, mudou a história da humanidade que no passado vivia a expectativa de um salvador. Mas sua salvação era esperada por uma ótica materialista dos judeus, que oprimidos por seus dominadores esperavam um Rei libertador. Como foi declarado na voz de Simeão, um ancião que estava à porta do templo quando José e Maria foram apresentar o menino, ele diz: “Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, Segundo a tua palavra; Pois já os meus olhos viram a tua salvação,” Lucas 2.29-30. No entanto naquele tempo já existia aqueles que entendiam e aguardavam o Rei divino, que iria nascer em Belém e entendia ainda antes de tê-lo em seus braços a sua missão. Maria a agraciada diante de Deus, que o havia gerado em seu útero materno, e José seu marido que intentara deixá-la, mas impedido por Deus soube quem era o que estava por vir. O Anjo disse “José não temas em receber Maria tua mulher porque o nela foi gerado é do Espirito Santos, o menino nascerá e porás o nome de Jesus porque ele Salvará seu dos pecados deles”; os magos do Oriente também sabiam quem ele era, pois vieram adorar, trouxerem de seus tesouros; Ouro, Incenso e Mirra. Os pastores que no campo guardavam seus rebanhos, nas vigílias da noite e o Anjo lhes apareceu e transmitiu-lhes as boas novas: “É que hoje em Belém vos nasceu o salvador que Cristo o Senhor, encontrarão o menino envolto em panos deitado em uma manjedoura”. E eles foram correndo adorar ao bebezinho nascido.
Esses fatos são reais, e a história apresenta a importância deste nascimento. Mas o mundo mergulhado em seus interesses comerciais fez desta data uma motivação pra venda e lucro financeiro. O natal hoje é marcado por um “espirito de natal”, que nada mais é do que um incentivo ao consumismo, e ao endividamento das pessoas, que enlouquecidas gastam tudo o que tem e até mesmo o que não tem, pra satisfazer os apelos de uma sociedade hipócrita, que falam de um Jesus Salvador, e apresenta Um “Papai Noel”, uma figura satânica que ofusca o real sentido do natal.
O natal que é narrado na Bíblia traz Esperança, perdão dos pecados e salvação para o homem perdido, o próprio Jesus disse: “O filho do homem veio buscar e salvar o que se haviam perdido”, Salvação é a mensagem do natal, libertação e mudança de vida, no natal da Bíblia é Deus o Pai quem dá o presente a humanidade, e não um velhote gordo usurpador com roupas vermelhas mentindo que mora no Polo Norte, e que suas Renas mágicas voam de verdade. A salvação é um presente de Deus o Senhor, para você e pra mim. Não creia no natal de papai Noel, ele não pode te dar nada! É triste ver como as pessoas são enganadas, “papai Noel hoje é emprego temporário”. O natal verdadeiro é aquele que é perene, eterno, e garante vida eternal no céu. O que você espera neste mês de dezembro? Um momento de mentiras e engano! Uma esperança temporária. Ou Algo real e eterno? O nascimento de Jesus tem o objetivo de tirar o pecado do mundo, pois “Ele é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”; dando a você uma segurança eterna. Experimente neste mês adorá-lo de coração e agradecer a Deus por nos presentear com tão grande Salvador. Pense nisto e um Feliz Natal.

Autor e colaborador do blog: Pastor Ezio dos S. França. 
Imagem: Stock.xchng

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Um Feliz Natal! De verdade.


Desejo a todos um feliz Natal com Cristo e a minha oração é a canção que segue abaixo:


"Natal sem sofismas, sem gnomos, sem doendes e sem papai noel, onde Jesus Cristo é o presente maior do nosso papai do céu."

Só assim teremos um verdadeiro natal.

Em Cristo,
Tom Alvim.

Imagem: Stock.xchng

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Salvação para todos


"Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós que somos salvos, é o poder de Deus." (1ºCoríntios. 1: 18)

A passagem acima pode demonstrar ser o que não é, caso o leitor não preste bem atenção ao que lê, e este é um erro comum nos dias de hoje. Talvez por isso vejamos uma infinidade de bobagens sendo pregadas e escritas por ai. Os mais desavisados e preguiçosos irão concluir que a palavra da cruz é loucura para quem não é salvo e por isso eles que recebam os débitos da loucura. Esta é uma visão errada, cruel e arrogante de quem porventura pense assim, por que na verdade o apóstolo Paulo estava dizendo, mesmo que intrinsicamente, que nós como salvos temos o dever de mostrar aos que perecem a sanidade desta palavra, e isto se fará através de palavras e de atitudes. Nossas atitudes. A loucura se faz, pois o Espírito Santo ainda não habita neles e não irá mostrar-lhes o que devem ver, que é a clareza de uma boa notícia que traz paz e vida aos que a recebem. Por isso, nós que somos salvos devemos mostrar a todos o poder de Deus que opera em nós e através de nós. Loucura para uns. Salvação para TODOS.

Autor: Tom Alvim
Imagem: Stock.xchng

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Divulgando

 


segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Santo vs Profano



(2Cor. 5: 15, 18)

O Texto abaixo foi usado em uma pregação feita para a juventude de nossa igreja, por isso está formatado como um esboço. Quem gostar e quiser aproveitá-lo, fique à vontade. 


Do ponto de vista puramente humano o sagrado e o profano pode ser definido de diversas formas que irá com toda certeza nos separar de Deus. Seja o Santo ou o profano. Por exemplo: O filósofo francês Girard acreditava que o sagrado era uma legitimação da violência e que o “bode expiatório” poderia livrar a comunidade aonde estava inserida de problemas com o divino. Também acreditava que as comunidades mais primitivas aceitavam o sagrado com mais facilidade.

Émile Durkheim em seus estudos sobre a religião observa que “o sagrado e o profano foram pensados pelo espírito humano como gêneros distintos, como dois mundos que não têm nada em comum” e conclui: “existe religião tão logo o sagrado se distingue do profano”.

Não irei usar como referência estes pensadores, pois eles pensavam dissociado das Escrituras Sagradas. A filosofia tem a sua importância, mas na verdade não traz repostas que satisfaçam nem aos seus mais ardentes entusiastas. Com exemplo temos Nietzsche que disse que Deus estava morto e no final de sua vida ficou louco acreditando que era Napoleão e também Jesus Cristo.

Vamos definir Santo (Sagrado) e Profano:


* Sagrado = do lat.sacratus, do v.sacrare, "consagrar". Separado para Deus.

* Profano = do lat.profanus. Aquilo que viola o sagrado. (Aquilo que viola a você mesmo, pois você é santificado por Deus e para Deus [Você foi separado para Ele])

Enquanto o sagrado se define como associado à religião, ao divino, ao respeito e veneração, o profano define-se como oposto ao sagrado. (Visão maniqueísta da vida)

DEVEMOS BUSCAR PRIMEIRO, SER SANTOS (“Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo.” 1Pe: 1: 16). Ser SANTO é fazer a vontade do Pai; “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; (1ªPe. 2:9).

QUANDO BUSCAMOS SER SANTOS, APRENDEMOS QUE:

» Devemos fugir da tentação de fazer para receber. Isso não é santidade, isso é interesse que gera egoísmo, e no final gera arrogância. (Linearidade descrita por Larry Crabb);

» O fazer será permeado pela vontade de agradar a Deus pelo que ele É, e não pelo que ele poderá nos dar;

» O amor desinteressado produz, vida DEPENDENTE daquele que nos ama.

  • Jesus fez isso (“Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra.” João. 4:34)

Para que saibamos o que podemos fazer (SANTO) e o que não podemos fazer (PROFANO) devemos seguir a tríade, conversão a Cristo, Espírito Santos e Princípios bíblicos. Somente assim poderemos naturalmente (de dentro para fora) fazer as nossas escolhas de vida, caso contrário viveremos uma religiosidade vazia e que em algum momento não será mais suficiente.

Conversão a Cristo:
  • No ato da conversão somos SEPARADOS para o Senhor. “Porque povo santo és ao SENHOR teu Deus; o SENHOR teu Deus te escolheu, para que lhe fosses o seu povo especial, de todos os povos que há sobre a terra. Deuteronômio. 7: 6)”.

Espírito Santo:
  • Devemos lembrar que o apóstolo Paulo nos alerta que somos templo e morada do Espirito Santo cf. 1º Co. 6.19. “Será que vocês não sabem que o corpo de vocês é o templo do Espírito Santo, que vive em vocês e lhes foi dado por Deus?
O ES irá nos ajudar na interpretação bíblica e nos incomodará (ou ao contrário) quando estivermos caminhando por caminhos profanos. cf. 1ºCo. 2: 14, 16).

Princípios bíblicos:

ex.: Fornicação (Ap. 21: 8); Amor x Sexo (1º Cor. 13); Adultério (1ª Cor. 6: 10), etc.



COMO CONSEQUÊNCIA DESTE ENTENDIMENTO HAVERÁ UM REAVIVAMENTO NA IGREJA, NA SUA VIDA:

O reavivamento na igreja precisa começar com uma revolução da alma. Não adianta, e na verdade até prejudica, preocupar-se demais com a forma (ritos) até que tenhamos nos preocupado com nós mesmos.


CONCLUSÃO:

Ai está à saída para nós servos de Deus viver uma vida consagrada a Deus.

É somente fazer morrer em nós o profano olha o conselho de Paulo a nós agora. “Vai alta a noite, e vem chegando o dia. Deixemos, pois, as obras das trevas e revistamo-nos das armas da luz”. Rm. 13.12.

E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as”. Ef. 5.11.

Se fizermos morrer em nós todas estas coisas estaremos matando o profano em nossas vidas e só restará o Sagrado em nós. E o apóstolo Pedro diz assim: “crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno”. 2º Pe. 3.18.


Autor: Tom Alvim
Imagem: Google


Referências Bibliográficas: Émile Durkheim (Sagrado x Profano), Larry Crabb, Bíblia Sagrada.

Evangelizar é um prazer


Achei esta pérola no blog Tudo No Globo Notícias, um folheto para evangelismo que já usei a muito tempo atrás. Na época em que os cristãos ainda gostavam de evangelizar no corpo-a-corpo. Hoje muitos usam a desculpa de que suas vidas tem que falar mais alto  e assim eles se calam e vivem um evangelho oculto. Oculto de todos! Vamos acordar irmãos! Falar de Cristo, usando nossas bocas e que as nossas vidas possam validar o que falamos. Ou seja, nem só falar, nem só viver, mas usando todas as formas possíveis para que Cristo se torne mais conhecido em nosso meio. Segue o "folheto" abaixo:



quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Vida vitoriosa: Ponto final!



"Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou."
(Rom. 8: 37)

Encerramos aqui a série vida vitoriosa, e para isso não pude deixar de buscar o versículo bíblico que expressa de forma completa a nossa situação de vencedores em Cristo Jesus.

Foram poucos artigos tratando de um assunto tão rico como este, mas que procurou deixar marcado em todos eles a visão correta de vitória, por que os novos evangélicos, muitos neopentecostais e afins tem usado a teologia da prosperidade como seu carro chefe e causado muitos estragos na vida de muitas pessoas por esse mundo afora. No Brasil, não tem sido diferente. O povo brasileiro infelizmente - sem generalizar - gosta da vida fácil e por causa disto acaba sendo vítima de seu próprio erro, seu próprio pecado. Quando queremos usar atalhos para alcançarmos a vitória, ou quando usamos das facilidades da preguiça, poderemos ao final das contas não levarmos o que nos foi prometido e assim ficarmos frustrados com essas mentiras.

A vitória do ponto de vista divino para nós seres humanos, está atrelada a vontade Dele e a honra e glória de seu nome poderoso, sem apego ao material, mas sabendo que a nossa maior riqueza é o próprio Jesus Cristo e a salvação imerecida que através Dele ganhamos.

Não seremos vencedores um dia. Hoje! Já o somos. Basta saber se entendemos isso, e a quem iremos agradecer por tamanha bênção.


Autor: Tom Alvim.
Imagem: Stock.xchng


terça-feira, 22 de novembro de 2011

Vida vitoriosa: Tríade impulsionadora

Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus;
Colossenses 1:10

"Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus;" (Colossenses 1:10)

Quando o apóstolo Paulo escreve a seu amigo Timóteo procura ensiná-lo como ser uma pessoa vitoriosa do ponto de vista divino, ele consagra um princípio bíblico maravilhoso que demonstra para nós seres humanos qual deve ser a nossa prioridade nesta vida.

Agradar a Deus, esse é o nosso maior objetivo, por que tira o foco da criatura e o leva a olhar para o único que é merecedor de qualquer louvor e honra. Deus é o nosso alvo, e é a ele que devemos agradar. Quando tentamos agradar a outros homens acabamos em algum momento da história perdendo a nossa própria identidade e no final de tudo, ou nos desorientamos, ou fazemos papel de bobos. Não sei, na verdade, o que é pior. Mas com Deus tudo é diferente, não iremos perder nada apenas ganharemos, mesmo que em meio as dificuldades da vida, mesmo parecendo que estamos perdendo, estamos ganhando.

Isso é maravilhoso! A tríade impulsionadora: Andar dignamente diante do Senhor, agradar-lhe em tudo e as conseqüências será os frutos e o crescimento. Mistura poderosa que eleva a nossa condição humana a um status cada vez mas parecido com Cristo. 

Que essa seja a nossa oração e a nossa ação, ou viveremos correndo cada vez mais atrás do vento e sendo levado por ele para qualquer lugar estranho.
Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus;
Colossenses 1:10
Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus;
Colossenses 1:10
Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus;
Colossenses 1:10


Autor: Tom Alvim
Imagem: Stock.xchng

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Vida vitoriosa: Disciplina é a chave para o sucesso


Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra.  (João. 4: 34)

Quem aspira pela vitória terá que pagar um preço, e geralmente a disciplina prepara os caminhos de quem procura conhecê-la com intimidade. É a disciplina que nos testará para que saibamos se realmente queremos caminhar por caminhos diferenciados ou se continuaremos pelo que é largo e que no final gera a morte.

Quando aceitamos os desafios que a vida nos apresenta, podemos já entrar como derrotados ou como vitoriosos - vejam que essa vitória é SEMPRE do ponto de vista divino - querendo verdadeiramente chegar no final da corrida ainda com "gás" para mais alguns metros. A disciplina nos mantém no caminho estreito, que é também o caminho da correção, dos objetivos bem definidos, do foco correto, dos princípios bíblicos e principalmente dos resultados positivos que irão surgir.

Não é possível ter vitória se não acreditamos na causa que abraçamos, isso irá fazer de nós meros personagens de uma estória mau contada, seremos o esteriótipo de tudo que possa existir neste mundo e religiosamente caminharemos rumo a derrota.

A disciplina não é paciente, se ela ver que estamos de má vontade não irá continuar conosco. Ela somente caminha com que gosta dela, com quem está COMPROMETIDO com ela e que irá seguir a risca um planejamento feito com critérios e cuidados, porque ela por si só já é comprometida.

Uma coisa importante sobre a disciplina, ela não abraça apenas as causas do bem. Ela abraça qualquer causa, seja ela do bem ou do mau. O que irá nos levar a vitória correta, ou seja a vitória prometida por Deus nas Escrituras Sagradas, são seus princípios e isso deve ser a pauta de qualquer crente sincero.

Jesus estava tão comprometido com o reino que ele, de forma disciplinada, seguia os planos de Deus para a humanidade com a prioridade devida, deixando o menos importante para quando fosse possível e preciso fazer. Sua disciplina foi tão correta que ele demonstrou para todos nós que a sua prioridade era fazer a vontade de Deus e não fazer o que os outros diziam ser o certo, ou estar na hora de fazer. Jesus não dava ouvido a estranhos, ele somente ouvia a voz do Pai. Esse era o seu pão, aquilo que o mantinha vivo e saudável.

Que nós busquemos essa mesma disposição disciplinada de fazermos um risco no chão orientando-nos rumos ao Pai, e que não saiamos de cima dela, sem nos desviarmos nem para a esquerda e nem para a direita, porque somente assim chegaremos aos lugares planejados por Deus para o nosso viver aqui neste tempo.



Autor: Tom Alvim
Imagem: Stock Photos

Vida vitoriosa: Rapidinha


O segredo da VITÓRIA é...

descobrir a vontade de Deus para sua vida e REALIZÁ-LA!!!! (Citação do Dr. Paulo César)


Comento rapidamente:

Quer ser vitorioso? Esqueça os SEUS sonhos, esqueça a SUA vontade, esqueça de VOCÊ, pois Deus tem algo infinitamente melhor para sua vida. Lembre-se: "Quem achar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a sua vida, por amor de mim, achá-la-á." (Mateus. 10: 39).


Adaptado por: Tom Alvim
Imagem: Stock Photos

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Vida vitoriosa: É fazer a vontade de Deus



Para muitos cristãos modernos vida vitoriosa é somente "viver a vida loca", cheio de grana e vazio de Cristo, mas a vida vitoriosa do ponto de vista correto é fazer a vontade de Deus para as nossas vidas sempre, e podemos elencar algumas delas sem muito esforço:

1) Pregar o evangelho para TODA  a criatura (Mateus. 28: 19, 20);
2) Temer a Deus (Provérbios. 1: 7);
3) Amar ao Senhor Deus acima de qualquer outra coisa (Deuteronômio. 6: 5);
4) Buscar ser semelhante ao varão perfeito (Efésios. 4: 13) e 

muitas outras coisas que irão nos diferenciar daqueles que não amam a Deus. Devemos ter como alvo principal amar ao Pai e fazer a sua vontade, pois como diz as escrituras TODAS as outras coisas (que sejam aprovadas por Deus) nos serão acrescentadas, em seu tempo  e para sua glória. Viver para Deus exige renúncias e no fim de tudo veremos o quanto valeu a pena, medindo a nossa vitória pelo simples fato de sermos servos obedientes, desinteressados e desapegados dos bens materias. 

Desta forma, tudo o que tivermos será para usar no crescimento do Reino e não apenas para o nosso deleite egoísta e pueril.

Sigamos crescendo e sendo vitoriosos. Mas lembre-se: do ponto de vista divino, senão será pura derrota.

Autor: Tom Alvim
Imagem: Stock Photos

domingo, 13 de novembro de 2011

Momento de reflexão!



quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Série: Vida vitoriosa


"Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro."(Salmos.121:1)

Começei a algumas semanas atrás a série de pequenos textos de comentários à partir de versículos bíblicos chamada "Vida vitoriosa". 

Essa é a meta para todos os que creem no Senhor Jesus Cristo, contudo a ótica é sempre do ponto de vista divino e nunca do ponto de vista que depende de um certo ponto qualquer. Também não serão nunca textos de auto-ajuda, até porquê o ser humano por si só não pode fazer nada por sua vida que venha a refletir na eternidade de forma positiva. 

O nosso referencial é Deus, e a nossa base também. É nele que buscamos todas as resposta para uma vida feliz, cheia de propósitos e completa. A vitória será para nós uma consequência natural de uma conversão genuína e uma total depência de Deus. Nunca será medida pela quantidade de bens adquiridos nesta vida, nem de nossa posição social e nem de nossa conta bancária. Já somos mais do que vencedores em Cristo, seja na riquesa ou na pobreza. Na fartura ou na escassez e o nosso socorro sempre virá do Senhor dos senhores, o nosso Deus Eterno.

Vamos juntos refletindo sobre o manual da vida que nos dá vida, a Bíblia Sagrada que é a Palavra de Deus para os homens e a revelação Daquele que se deixou revelar por amor.

Autor: Tom Alvim.
Imagem: Stock.schxn

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Vida vitoriosa: Busque o que gera vida



"Não cobices as suas iguarias porque são comidas enganosas. Não te fatigues para enriqueceres; e não apliques nisso a tua sabedoria.Porventura fixarás os teus olhos naquilo que não é nada? porque certamente criará asas e voará ao céu como a águia." (Provérbios 23:3-5)

A cobiça por si só já é agente degenerativo da alma humana, ainda mais quando leva a sua vítima a desejar ilusões, e o mundo atual é o mestre das ilusões. O engano é vendido com toda a intensidade nas publicidades e tem como público-alvo os ávidos por algo que os amorteça, os alivie e os conduzam por um mundo imaginário que mentirosamente irá aplacar suas dores mais profundas. Por isso, para sermos vencedores do ponto de vida divino, devemos querer apenas aquilo que estiver ao nosso alcance sem nos prejudicar e sem prejudicar a ninguém. 

Sonhar com algo melhor é inerente a todos nós e quando feito dentro de uma normalidade é até desejado, pois desta forma poderemos planejar nossos passos, escolher as nossas prioridades e após riscarmos uma linha no chão seguirmos em cima dela, sem nos desviar nem para a esquerda e nem para a direita. Por isso o autor de provérbios nos exorta a não nos cansarmos buscando riquezas, pois, elas, se não forem para que possamos abençoar outras pessoas e a nós mesmos sem prejuízo dos princípios bíblicos que procuramos esconder em nossos corações, irá trazer mais dor do que algo de real valor. 

Aqueles que buscam a riqueza de forma tresloucada estão cavando sua própria cova e mesmo que vivam temporariamente como príncipes, irão com certeza morrer como indigentes frustrados, carentes de amor, de paz e de Deus.

Busque o convívio de qualidade com aqueles a quem você ama, olhe em seus olhos, toque e seja tocado. Brinque, pule, dance. Seja você mesmo. Aproveite os momentos de alegria junto de sua família e plante lembranças agradáveis em suas mentes.

Autor: Tom Alvim

Imagem: Stock.chng

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Vida vitoriosa: O temor do Senhor



"O temor do Senhor é o princípio do conhecimento, os loucos desprezam a sabedoria e a instrução." (Provérbios. 1: 7)

Para que possamos ir bem nesta vida devemos temer ao Senhor. Este temor não é medo, pois Deus através de sua escritura sagrada revela-se a nós como alguém que nos ama e que deseja o nosso bem. Por isso devemos temê-lo.

O temor do Senhor é algo que nasce do conhecimento do próprio Deus, por isso quando o tememos começamos a ter o verdadeiro conhecimento florescendo em nós, e será neste momento que começaremos a respeitá-lo pois saberemos quem Ele é, o quanto é Poderoso, o quanto é Grandioso, Justo, Fiel e Verdadeiro.

Já não mais o trataremos com os loucos que fingem crer nele, mas na verdade não creem coisa nenhuma e vão levando a vida de maneira irresponsável e sem rumo algum. Eles desprezam a sabedoria e a instrução Bíblica que inevitavelmente os conduziriam até ao Senhor Deus e buscam em si mesmos as respostas para os seus dilemas mais profundos.

Por isso a máxima do filósofo grego Sócrates "Conhece-te a ti mesmo" é vazia em si, quando busca entender as interrogações mais complicados do ser humano no lugar errado. Primeiro devemos querer conhecer a Deus e depois iremos aos poucos começando a conhecer a nós mesmos.

Não adianta trocar a ordem dos fatores, pois neste caso irá alterar totalmente o produto.

O conhecimento começa em Deus e depois revela-nos a nós. É assim que deve ser feito, caso contrário não funciona.

Primeiro vem o casamento, depois os filhos. Primeiro vem os estudos, depois a profissão. Primeiro vem o trabalho árduo e depois os seus frutos. Primeiro vem Deus, depois nós.

Por isso essa geração atual está tão perdida. Ela quer ter os filhos primeiro, depois, talvez, assumir um compromisso com a pessoa "amada". Primeiro sonha com uma profissão, mas não estuda para alcança-la, e segundo os ensinamentos da propaganda agressiva ter tudo de bom nesta vida, sem deixar o seu suor regar a terra.

Para obtermos sucesso, do ponto de vista divino nesta vida, temos que buscar este conhecimento que nasce no próprio Deus, para depois disto continuarmos nossa caminhada em tremor e temor, sabendo quem ele é, e por consequência quem somos nós nesta existência.



Autor: Tom Alvim

Imagem: Stock.chng