sexta-feira, 26 de outubro de 2012

O dono da bola

Fui em minha infância um típico garoto carioca, corria pelas ruas do meu bairro com muita desenvoltura e gostava muito de uma boa "pelada" de futebol. Todos os dias, exatamente às 17hs quase todos os meninos do meu bairro concentravam-se no campinho de futebol improvisado em frente a minha casa e ali nos divertíamos muitíssimo.

Mas um fato me intrigava bastante, pois todos queriam ser "amigos" do dono da bola, mesmo que ele não fosse um exímio jogador de futebol ou fosse um "perna de pau", com certeza sendo o dono da bola estaria escalado para as partidas sob pena de levar consigo o bem mais precioso deste esporte nacional jogado por quase todos os meninos  brasileiros.

Os garotos da minha rua não queriam na verdade a amizade do dono da bola, eles queriam apenas A BOLA. E tenho convicção absoluta que se o dono ficasse de muita graça ficaria também sem a sua bola e sem a sua vaga no time, pois a meninada só queria o que ele poderia oferecer.

Assim como esses garotos só queriam a bola também em nossos dias muitas pessoas somente querem o que Deus pode oferecer a elas. Eles não estão muito interessados na amizade de Deus, só estarão se puderem receber as suas BENÇÃOS.

Ele é o dono da bola, o dono do campo, o dono do estádio, o dono de TUDO o que possamos imaginar e somente deixará jogar no seu time quem o amar sobre todas as coisas, inclusive sobre a bola, seja ela qual for.

Ela pode ser, a saúde, a família, o emprego, o carro novo, a casa nova, enfim tudo aquilo que tomar o lugar Dele como primazia em sua vida.

Só não entende quem realmente não quer entender e quem não quer marcar um gol de placa em sua vida. Vamos amar a Deus acima de todas as coisas?


Autor: Tom Alvim
Imagem: Stock.xchng

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho ofensivo, racistas, desprovido de coerência ou outros semelhantes a estes. Obrigado por seu interesse e volte sempre a este blog. Seu comentário é muito importante.